Nossa música, nosso fim.

Olá !  hoje é dia 23-04 e são 17 hrs e 14 min, a mesma data e o mesmo horario em que nos conheçemos, e estou no mesmo banquinho  quase dourado da praçinha solitária em que olhei pela primeira vez em seus olhos brilhantes e calourosos. E me lembro neste momento daquele dia chuvoso em que viemos pracá e sentamos embaixo da nossa arvore preferida, abraçados , estavamos aconchegantes e escutavamos aquela canção, eu poderia senti o amor, e as batidas do  teu coração quando encostava minha cabeça em seu peito. E então você me disse que eu preçisava está ao seu lado,  porque você iria me proteger do medo, e que caminhariamos juntos rumo ao nada, até pararmos no fim do mundo, onde se chamava 'terra do amor sem fim' , eu adorava quando você me fazia rir .
Hoje, resolvi te escrever, pois a saudade me agoniza e pertuba minha paz. Não sei onde estás agora, e tenho  medo de procurar por ti.  Medo ! logo eu que digo ser a exterminadora dos meus medos, tenho que parar de vomitar palavras sem pensar.
Preçiso seguir agora, a estrada é longa e eu tenho pressa, e deixo explícito nesta folha amarelada, pulsando amores em palavras que este é meu ultimo pedido, meu ultimo grito.
Se recorda de quando sua visão era abstrata e eu te ajudei a enxergar melhor ? tão tola.
E nas noites frias nós assistiamos a filmes de liberdade, e ao amanheçer iamos ver o sol sorri pro céu.
E corriamos pelas colinas, atrás dos passaros, sentindo o vento nos aconpanhar, e tentavamos atravessar o arco-íris, descobriamos desenho nas nuvens. E eu nao conseguia entender, só queria encontrar o para sempre de tudo aquilo na terra do amor sem fim.
E depois, cançados, deitavamos na relva fina, e eu pedia pra que você cantasse, libertando a musica que me animaria um pouco mais naquela tarde vazia e completa ao mesmo tempo; Aquela tal musica que me faria sentir arrepios pelo corpo, e me arrancaria suspiros, o timbre sensível da tua voz.
Nossas mãos se encaixavam e nossos olhares se encontravam, e você libertava a musica, que soava em meus ouvidos e me transportava para dentro de você, me tranquilizava tanto ao ponto de me deixar sonolenta, e por alguns instantes que fechava meus olhos castanhos e tristes, você desaparecera, como um doce pesadelo que se tornou uma amarga realidade. Eu passei a acordar todas as noites em desespero a procura daquela musica que eu escutava um pouco distante, a procura do teu sorriso,do teu olhar, dos teus lábios a procura de você por inteiro, de nós.
Hoje, sinto apenas o cheiro da sua pele no travesserio vazio perto do meu. Escuto nossa musica neste momento, com as lagrimas prontas, mas sinto que a ferida do meu coração está se fechando aos poucos.
E ainda sinto sua falta como se você tivesse levado consigo parte de mim, 
metade do meu coração.
E caso quiseres devolver isso a mim, estarei  esperando por você,
pela metade do meu coração,
pois a ti eu pertençi, a ti meu coração pertenceu, e será seu eternamente.

14 comentários:

  1. glenda.lany disse...:

    Aiin, assim qe eu comecei a ler esse texo meus olhos ja encheram d´agua.
    eu me senti dentro do texto mesmo , como seu eu tivesse vendo tudo qe tava acontecendo .
    quando vs escrever um livro
    nao esquece de dedicar pra mim
    eu amo vs <3

  1. Catarina Schein disse...:

    muito bom o enredo! parecia que estava vendo um filme, ao ler teu texto. parabéns!!

  1. Leti disse...:

    Muito lindo, envolvente...
    Geralmente começo a ler textos assim e me canso!
    Mas o seu meu prendeu totalmente =D
    Beijooos!

  1. Patrícia Rocha disse...:

    Oi! Ganhei um mimo e quero compartilha-lo com você!
    Passa lá no blog para receber!
    http://patriciarcassimiro.blogspot.com/2011/03/compartilhando-minha-alegria.html
    Beijos e é sempre um prazer entrar aqui e ler seus textos!:)

  1. Que lindo, adorei a história! "E ainda sinto sua falta como se você tivesse levado consigo parte de mim,
    metade do meu coração." Se eu tivesse você essa história não ia terminar assim, porque eu não iria te abandonar nunca e estaríamos aconchegados e escutando a mesma canção debaixo daquela mesma árvore ou talvez em algum outro lugar onde estivesse só eu e você.

  1. Saah Assis *__* disse...:

    Adorei seu post, que bom que você gostou do meu e voltará mais vezes, pois farei a mesma coisa aqui, me segue lá? Ah tem novo post lá e queria uma opinião sua sobre o novo post. Beijooos

    http://psmylove4ever.blogspot.com/2011/03/voce-merece-perdaoou-eu-sigo-em-frente.html

  1. Lorena Alves disse...:

    SOMENTE BORBOLETAS ! agradeço pelas suas visitas ao meu blog, e por gostar dos textos, mas gostaria de perguntar se você poderia me dizer quem é, e se é um garoto ou uma garota. Agradeço.

  1. recordar é sofrer duas vezes!

  1. Cosabella disse...:

    Muito lindo o texto. Falar de amor é sempre tão bonito, profundo e sincero...eu ainda não consegui falar assim sobre esse assunto, mas talvez isso aconteça um dia. Alguma dica? hahaha
    parabéns, Lorena. Sempre que postar me avise, gosto dos seus textos.

    Beeijo

  1. Patrícia Rocha disse...:

    Oi Lorena!
    Aquele selinho é pra você guardar, postar, enfim, é pra você!
    Eu ganhei de uma blog que eu sigo, que por sinal é lindo, rs
    E ganhei nas seguintes condições, de entregar para os 5 blogs que mais amo, e o seu blog está na minha lista! Beijos e continue escrevendo esses textos lindos!! :)

  1. Mania Teen disse...:

    Amo todos os textos q fala de amor. Então o seu estar no meio de muito q eu gosto.
    Ei estou te seguindo segui la tbm.


    http://maniateenoficial.blogspot.com/

  1. O amor, o tão conhecido amor, tão corpulento... De fora parece tão fácil decifrar as mazelas dele... Mas quando se está dentro dele ele sempre será desconhecido, mesmo levando uma vida inteira de amores...

    muito bom seu texto

  1. Rany-hp disse...:

    É tão lindo e triste... Mas eu adorei o texto.
    Como sempre com seu jeitinho maravilhoso de escrever... Eu gostei mesmo! Parabéns... Só espero que
    quem sabe, algum dia a personagem dessa história possa ter um final feliz não é? Torço por ela! rsrsrs
    Beijos e obrigada por sempre visitar meu blog.

  1. Nossa, muito lindo mesmo o texto. Estamos seguindo e parabéns pelo texto maravilhoso. Você sabe escrever e usa as palavras certas.
    @leticiaturnes / @sarinhalv

Postar um comentário